NOVO PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA

  • Maurício Corrêa da Silva
  • Edimilson Monteiro Batista
  • Edmilson Jovino de Oliveira

Resumo

A contabilidade governamental no Brasil passa por significativas mudanças, iniciadas principalmente com a ediçáo da Portaria do Ministério da Fazenda nº 184, de 25 de agosto de 2008. A pesquisa tem o objetivo de analisar se o novo Plano de Contas Aplicado ao Setor Público (PCASP) atende aos dispositivos previstos na Lei 4.320/64, quanto à evidenciaçáo das contas públicas e segundo a característica da compreensibilidade para o registro contábil (Resoluçáo CFC nº 1.132/2008). A metodologia utilizada foram as pesquisas exploratórias, bibliográfica e qualitativa. A coleta de dados foi realizada no sítio da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) para destacar as principais contas do atual Plano de Contas da Administraçáo Pública Federal e do novo Plano de Contas Aplicado ao Setor Público (PCASP), aprovado pela Portaria STN nº 751, de 16 de dezembro de 2009. Os resultados revelaram que o PCASP apresenta alterações representativas na compreensibilidade do registro contábil com a criaçáo de 8 classes de contas contábeis e ao permitir o registro dentro da mesma natureza da informaçáo (subsistemas de informações financeiras e patrimonial, orçamentário ou de controle), bem como ao elencar as novas contas contábeis para serem utilizadas na elaboraçáo da Demonstraçáo das Variações Patrimoniais. Quanto ao elenco de contas para elaborar o Balanço Orçamentário e atender aos dispositivos legais, Art. 11 e 13 da Lei nº 4.320/64 e Art. 52 da LRF, o PCASP náo atende e a característica da informaçáo contábil da compreensibilidade ficou prejudicada.

 

Palavras-chave: Plano de Contas; Nova Contabilidade Governamental: Cidadáos.

 


Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
03-09-2010
Como Citar
DA SILVA, M. C.; BATISTA, E. M.; OLIVEIRA, E. J. DE. NOVO PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, v. 2, n. 1, p. 15-26, 3 set. 2010.
Seção
ARTIGOS